quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

caracol

caracol se enrosca
pra dentro de si
e só sai se tem sol
vive de si
se sabe sozinho
se carrega nas costas
se lesma nas coxas
nas conchas
caracol é ninho
sei que me encolho
recolho
me limo
me lodo
me enrolo todo
mas quando não
sigo carreira solo
encaracolo no seu colo.


-

8 comentários:

  1. ah, tava com saudade dessas brincadeiras com as palavras, que muitas vezes parece um trava língua... rsrsrs Idéias que se misturam e se unem em palavras.

    ResponderExcluir
  2. Debaixo dos caracóis... nem preciso dizer mais nada.

    ResponderExcluir
  3. Um poema, digamos, bem encaracoladinho. Gostei.

    ResponderExcluir
  4. Podes-me ajudar com a minha renovação? :D Basta vires AQUI.

    Muito obrigada! :)

    ResponderExcluir
  5. Oh, que belo. Um poema com o nome do blog. É que nem quando o É o Tchan gravou o Tchan. Né?
    :B

    ResponderExcluir
  6. (detalhe, no comentário anterior, o código pra provar que eu sou humano era MUNDOCU.)

    ResponderExcluir
  7. tá na hora de atualizar, babe.. :)

    ResponderExcluir